Jardim das Palavras

O amor é a essência de tudo, sem amor só há guerra e divisas...

Textos


CONTO DE PAPAI NOEL  - infantil
 
     Diz à lenda que em certa noite de natal, as árvores enfeitadas reluziam por toda a parte, os aromas dos assados exalavam do interior das casas, a neve caia sem cessar e o frio era intenso, Papai Noel tinha que cumprir sua missão.
 
     Apesar da noite estar muito gelada, ele não poderia deixar as crianças sem presentes naquele natal.
     Então o velhinho colocou os presentes em vários sacos e saiu para entregá-los.
     Pobre Papai Noel! Logo na primeira casa que chegou ficou enroscado na chaminé.
     Tentou, tentou sair, mas que nada, não conseguia. Então pôs-se a gritar por socorro acordando os habitantes daquela casa e toda a vizinhança.
    Ligaram para o corpo de bombeiros para socorrê-lo, mas houve muita demora em chegar o socorro.
    Já passava da meia-noite e Papai Noel continuava entalado na chaminé, estava desesperado...
     As crianças na expectativa do bom velhinho colocaram os sapatinhos na janela, uns dormiram, outros não conseguiam dormir tamanha era a ansiedade.
     Depois de algum tempo os bombeiros chegaram e encontraram Papai Noel quase sufocado preso ali dentro.
     Os bombeiros tiraram Papai Noel da chaminé e um pouco atrasado, porém feliz, Papai Noel continuou o seu caminho conduzindo seu trenó carregadinho de presentes.

     Já havia distribuído a metade dos presentes, quando seu trenó ficou atolado na neve e não saía de jeito nenhum.
     Novamente Papai Noel viu-se diante de um grande problema. E agora o que fazer?     
     Como iria entregar o restante dos presentes? Quem poderia ajudá-lo em plena madrugada gelada de uma noite de natal?
     Desanimado e trêmulo de frio ele ficou a pensar, a pensar, a pensar qual seria a solução... Olhou para o bauzinho com metade dos pedidos das crianças e entristeceu-se, ele não podia decepcioná-las... Sabia que elas estavam aguardando os presentinhos.
     Olhou ao seu redor e avistou adiante uma casa muito iluminada.

      Desceu do trenó e aproximou-se da casa. Havia muita gente comemorando o natal, com uma farta ceia. Papai Noel resolveu pedir ajuda.
     Uma senhora veio atendê-lo e ele disse:
     - Feliz Natal!
     - Feliz Natal Papai Noel!
     Papai Noel contou-lhe o que tinha acontecido e a mulher ficou muito comovida. Convidou-o para participar da ceia e ele aceitou.
     Papai Noel tentou entrar no clima de festa com os outros convidados,  mas não conseguia tamanha era a preocupação com o restante dos presentes, que faltava entregar às crianças.
      Após a ceia aquela senhora vendo a tristeza de Papai Noel, ofereceu sua ajuda dizendo-lhe:
     - Papai Noel seu trenó está encalhado na neve, se quiser colocaremos os presentes em meu carro e posso levá-lo para que termine sua tarefa.
     Um lindo sorriso estampou-se no rosto do bom velhinho  e seus olhinhos brilharam de contentamento. É claro que ele aceitou a carona.
     E foi assim que Papai Noel conseguiu levar a alegria tão esperada pelas crianças, naquela noite de natal.  
    
Bryzza
Enviado por Bryzza em 14/12/2010
Alterado em 14/12/2010


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras